Category: DEFAULT

Arroja La Bomba - Various - Canções De Resistência & Luta (CD)

9 thoughts on “ Arroja La Bomba - Various - Canções De Resistência & Luta (CD) ”

  1. Símbolo de resistencia de quienes llegaron hace cientos de años desde África en condiciones de esclavitud, la Bomba parece un simple tambor, con la peculiaridad de que está hecha de piel de.
  2. Resistência, um marco intemporal da música portuguesa regressa com novo álbum - “Ao Vivo em Lisboa”!Este novo CD/DVD apresenta na integra o concerto que a Resistência realizou no Campo Pequeno, em Lisboa, a 17 de Dezembro de , o culminar da tour “Horizonte”.O reportório da Resistência aparece renovado pelas canções gravadas nas sessões do Atlântic Studio, em Paço de.
  3. Jul 31,  · 27 - Neurastenia - Arroja la Bomba 28 - Neurastenia - Guerra e Paz 29 - Neurastenia - Luz Libertária 30 - Abuso Sonoro - Ay Carmela! 31 - Abuso Sonoro - É Assim Que Nos Querem. Download: Canções de Resistência e Luta().
  4. La bomba que era demasiado grande para la guerra y que hizo temblar al mundo Se la conoció como la “Bomba del Zar”, la misma que causó la mayor explosión en la historia de las bombas.
  5. ¡A las Barricadas! (To the Barricades!) La Internacional Anarquista (The Anarchist Internationale) Hijos del Pueblo (Sons of the People) Viva la FAI (Long Live the FAI) ¡Luchar, Obreros! (Fight, Workers!) A las Mujeres ¡Arroja la Bomba! (Throw the Bomb!) Himno de las Juventudes (Anthem of the Youth) Hacia la Revolución (Towards the .
  6. O supergrupo Resistência celebra sexta e sábado 25 anos de canções nos maiores palcos de Lisboa e Guimarães, com António Zambujo e Raquel Tavares como convidados.
  7. Neste contexto, ouvir hoje as canções da Revolução Francesa, que este ano comemora o º aniversário no dia 14 de Julho, dia da Tomada da Bastilha, é fazer uma escuta quase arqueológica, que é também um acto de resistência e de suspensão do tempo para reflectir contra a vulgaridade que invade as ondas sonoras e os palcos do mundo, num tempo em que, por dá cá aquela palha, as.
  8. Para un baile de bomba se puede usar varios tambores pero se necesita solamente dos. El buleador, que también se puede llamar bula y segundo, para marcar el ritmo fundamental constante (basso ostinato) y para dar la llamada.Y el subidor que también se puede llamar marcador, primo y primero, para reforzar el ritmo y para las improvisaciones y los piquetes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *